O que você precisa saber para gerar Energia Solar em casa?

Com os valores crescentes da tarifa de energia e uma alta incidência solar no Brasil, praticamente o ano inteiro, os consumidores tem pensado cada vez mais em gerar a própria energia solar em casa.

Energia solar em casa mundodaenergia

Um dos grandes gargalos da geração da própria energia solar era o alto custo de um sistema de baterias para armazenar a energia gerada. Sem essas baterias não era possível usar a noite a energia gerada durante todo o dia. Além disso, longos períodos de sol poderiam ter sua geração inutilizada quando os moradores saíssem de férias, por exemplo. 

Resolução 482/2010 ANEEL

Em 2012 a ANEEL divulgou uma Resolução Normativa (REN) 482/2012 que permitia que o consumidor gerasse sua energia através de Microgeração ou Minigeração distribuídas e praticasse uma compensação de energia com sua distribuidora. Em Março de 2016 entrou em vigor a REN 687/2015, alterando alguns artigos da REN 482/2012.

 

Microgeração e Minigeração Distribuídas

 

Microgeração: central geradora com potência instalada menor ou igual a 75 kW.

Minigeração: central geradora com potência instalada acima de 75kW e menor ou igual a 3 MW para fontes hídricas ou 5 MW para as demais fontes de energia.

Já falei aqui, mas vale lembrar:

Geração Distribuída é a geração no local ou próxima ao local de consumo.

 

Compensação de Energia

O sistema de compensação de energia elétrica é o sistema no qual a energia gerada por um consumidor com microgeração ou minigeração distribuída é injetada na rede elétrica da distribuidora local e posteriormente compensada com o consumo de energia elétrica.

Toda energia excedente gerada é injetada na rede da distribuidora, e se o consumidor precisar de energia elétrica a noite, por exemplo, poderá utilizar da distribuidora. Isso vale para os dias de menor incidência solar, quando há menos produção de energia. Além disso, se durante o dia ou um período de férias não houver consumo, toda energia gerada vai para a rede e a distribuidora dará os créditos/descontos nas contas futuras. Esses créditos são validos por até 60 meses.

 

Perfil de consumo de energia

Fonte: CEMIG

Antes de sair colocando o painel solar no telhado é importante saber como é o consumo da residência.

  • Quanto gasta por mês?
  • Qual mês gasta mais?
  • Qual mês gasta menos?

Essas informações são obtidas através da conta de energia do consumidor.

É importante ter essa informação para que o sistema não gere mais energia do que a casa consome, pois os créditos podem expirar e o consumidor não terá direito a reembolsos em dinheiro.

 

Localização da residência

mapa solar do brasil_mundodaenergia
Insolação diária, média anual (em horas).

Fonte: CRESESB

O local da residência deve entrar no estudo para que seja calculado o potencial de energia elétrica a ser gerada. Como o Brasil é um país grande de área, a incidência solar varia dependendo do local.

 

Sistema de Painel Fotovoltaico

 

Energia Solar mundodaenergia

Com as informações do consumo e do local da instalação, o projetista fará o dimensionamento do painel fotovoltaico.

Os principais equipamentos do sistema são:

  • Painel Fotovoltaico,
  • Inversor
  • Painel de controle e
  • Medidor bidirecional (ou dois unidirecionais)

Todos devem ter o selo do INMETRO.

É importante que a instalação seja feita por profissionais capacitados sob supervisão de profissionais habilitados, para que o sistema seja montado com qualidade e ainda evitar acidentes.

 

Vantagens de instalar um sistema de Energia Solar em casa

  • Redução da conta de energia;
  • Custo do sistema fotovoltaico tem diminuído ao longo do tempo;
  • Baixo custo de manutenção;
  • É possível instalar o sistema em uma unidade consumidora e compartilhar o crédito com outras (desde que seja do mesmo titular-mesmo CPF ou mesmo CNPJ);
  • Longo tempo de vida útil do sistema (chega a 25 anos);
  • Valorização do imóvel.

 

Se quiser saber mais, deixe suas dúvidas aqui nos comentários.

7 comentários em “O que você precisa saber para gerar Energia Solar em casa?

    1. Oi Mário! É a produção de energia do painel solar? A energia é contabilizada em kWh (é uma das unidades de medida da energia elétrica). Espero ter respondido a sua pergunta

    2. Oi Mário. A unidade watt simboliza a variação de energia no tempo, podendo também ser escrita em joule por segundo (j/s). Por exemplo, se eu “gerei” 75 kw durante uma hora, eu “gerei” 75 kwh. Ou seja, é a taxa de geração de energia, a quantidade gerada depende de quanto tempo o equipamento funcionará.

    1. Olá Vinícius,
      O mapa é uma média anual e uma média por regiãoestado. De acordo com o mapa de Agosto, algumas regiões do Piauí tem insolação de até 10h. Enquanto outra pode chegar a no máximo 5h em Dezembro. Quando você tem uma cidade (com latitude e longitude definidas) o valor da insolação é mais preciso e é este valor que será usado no cálculo. O mapa foi colocado para mostrar a variação no Brasil, entre regiões e Estados, por ser um país com uma grande área.
      Para ver o mapa você pode acessar o site da CRESESB>publicações>como obter ou acesse este link: http://www.cresesb.cepel.br/publicacoes/download/Atlas_Solarimetrico_do_Brasil_2000.pdf

      Espero ter respondido à sua pergunta e obrigada por comentar!
      Erika Líbero

  1. Olá, tem algum número de horas mínimo de insolação pra valer a pena financeiramente a instalação dos painéis solares? Na região que moro o mapa mostra aproximadamente 5h por dia, isso no verão, e no inverno chegando a 3h por dia (segundo o site da CRESESB). Vocês tem algum post que ensina a calcular se vale a pena? Se não tiver, fica aí a sugestão. Obrigado pelas informações!

    1. Oi André! Ótima sugestão! Ainda não tem esse post, mas já está na lista. Posso preparar uma live no Facebook ou no Periscope também, para o pessoal tirar as dúvidas, o que acha? (Em todas as redes sociais estou com o mesmo usuário: @mundodaenergia)

      Sobre um número para “valer a pena” acho que o grande exemplo é a Alemanha. No Brasil a cidade com “pior” irradiação ainda é 39% melhor que irradiação da Alemanha, na cidade de Freiburg (cidade modelo em utilização da tecnologia no país). Potencial solar nós temos, o que precisamos é de mais incentivos, tanto de financiamentos como de tecnologias. Ainda estamos começando.

      Outra coisa que precisa ficar de olho é na irradiação, não somente a quantidade de horas.

      Espero ter respondido e aguarde os próximos posts.

      Obrigada pela sugestão, Erika Líbero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *