Bandeiras Tarifárias: O que muda com as novas regras?

Se tem um fator de grande impacto no valor da energia elétrica, esse fator é o Custo da Geração.

Cada fonte de energia tem um custo diferente de geração, alguns mais altos (por exemplo as termelétricas) outros mais baixos (por exemplo, as hidrelétricas).

As usinas hidrelétricas são responsáveis pela maior parte da energia do país, porém, quando os níveis dos reservatórios diminuem a produção de energia também diminui. Para atender o consumo é necessário colocar as termelétricas em operação.

As termelétricas têm um custo de geração mais caro e esse valor é repassado ao consumidor por meio das Bandeiras Tarifárias que podem ser encontradas na conta de energia desde Janeiro de 2015.

bandeiras tarifarias mundodaenergia

Mudanças nas Bandeiras Tarifárias

A ANEEL divulgou ontem (26/01/2016) as alterações para o valor da Bandeira Amarela e a divisão da Bandeira Vermelha em dois patamares que passam a valer a partir de 1° de Fevereiro de 2016.

 

Quais são as Bandeiras Tarifárias?

Atualmente, existem 3 (três) bandeiras tarifárias representadas por cores:

 

Bandeira Verde

bandeira verde mundodaenergia

É a bandeira indicada quando as condições para geração de energia são mais favoráveis (reservatórios cheios). Neste caso, não há acréscimo na conta de energia.

Ainda não tivemos essa bandeira desde que este sistema foi implantado, pois as chuvas não contribuíram para encher os reservatórios.

 

Bandeira Amarela

bandeira amarela mundodaenergia

É indicada quando as condições para geração são menos favoráveis. O acréscimo na conta de energia mudou de R$2,50 para R$1,50 a cada 100kWh consumidos (+impostos).

 

Bandeira Vermelha

bandeira vermelha mundodaenergia

É indicada quando a geração tem um custo mais elevado, por exemplo, quando é necessária a ativação das termelétricas. A Bandeira Vermelha foi dividida em dois patamares:

Patamar 1: O acréscimo na conta de energia é de R$3,00 a cada 100kWh consumidos. 

Patamar 2: O acréscimo na conta de energia é de R$4,50 a cada 100kWh consumidos. 

 

ANTES:

Bandeiras Tarifárias Antes mundodaenergia

A PARTIR DE 01/02/2016:

Bandeira Tarifárias Novo mundodaenergia

 

A ANEEL ressalta que a bandeira tarifária não é um custo a mais, e sim uma apresentação mais clara na conta de energia, pois o consumidor já pagava por esse acréscimo, que era repassado no reajuste da tarifa do ano seguinte. 

 

Se você gostou do post, compartilhe! Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe aqui nos comentários ou me envie um e-mail para contato@mundodaenergia.com.

Um comentário em “Bandeiras Tarifárias: O que muda com as novas regras?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *