Energia Solar deve crescer no Brasil

O Brasil possui uma das matrizes elétricas mais limpas do mundo. Embora seja um país com muito potencial de energia solar, o maior responsável por essa matriz limpa ainda é o setor hidrelétrico.

matriz eletrica brasileira 2014 mundodaenergia

Fonte: Balanço Energético Nacional 2015, ano-base 2014 (link)

 

Capacidade Atual de Geração do Brasil

De acordo com o site da ANEEL (acessado em 05/06/2016), o Brasil possui uma capacidade de potência instalada de 143.934.474 kW. A Energia solar representa apenas 0,02% (22.952kW) da capacidade, enquanto a hidrelétrica 61,2%.

painel solar mundodaenergia

 

Potencial de Energia Solar no Brasil

O Brasil possui grande potencial para energia solar, principalmente no Nordeste onde há maior valor de irradiação solar global dentre as regiões do Brasil. 

potencial energia solar mundodaenergia

Atualmente há 82 empreendimentos de Central Geradora de Energia Solar com construção ainda não iniciada. Isso representa o acréscimo de mais 2.326.117kW de potência instalada.

Em 2018, o Brasil deverá estar entre os 20 países com maior geração de energia solar, já considerando a expansão dos outros países. O Plano Decenal de expansão de Energia (PDE 2024) estima que a capacidade instalada de geração solar chegue a 8.300MW em 2024, sendo 7000MW geração descentralizada e 1300MW de Geração Distribuída (GD).

 

Incentivos

Para estimular a geração de energia pelos próprios consumidores, o Ministério de Minas e Energia lançou em Dezembro de 2015 o Programa de Geração Distribuída (ProGD). Esse programa prevê algumas ações e medidas (já em curso) como:

  • Modernização da REN 482/12 (já atualizada)
  • Estímulos fiscais (entre eles a isenção do ICMS e PIS/COFINS da energia gerada)
  • Estudo de GD em escolas federais, universidades e hospitais.

 

Em breve vou fazer um post mais detalhado sobre o potencial de energia solar no Brasil (e como saber o potencial da sua cidade). Para não perder nada é só seguir a página Mundo da Energia no Facebook! Sempre aviso lá quando tem novos posts!

Qualquer dúvida, deixe aqui nos comentários!

 

Leia Mais

Como economizar energia: Iluminação

A iluminação é algo que não vivemos sem e que pode ter um gasto significativo na conta de energia. Neste post vou deixar 4 dicas de como economizar energia em casa (no escritório, no comércio) só com a iluminação.

Utilize lâmpadas eficientes

lampadadeLED_mundodaenergia

As lâmpadas incandescentes, bastante populares no Brasil, consomem 4x mais energia que as fluorescentes e 8x mais que as lâmpadas de LED. As lâmpadas incandescentes de 60W não podem mais ser comercializadas, mas ainda podem ser usadas. Se você tem uma dessas em casa, troque já! (Tem um post completo sobre lâmpadas aqui)

Uma casa com 10 lâmpadas incandescentes ligadas 4h por dia gera um consumo de 72kWh, isso representa cerca de R$ 60,00 na conta de energia por mês. Substituindo por lâmpadas de LED, o gasto mensal cai para R$ 7,50 por mês.

A lâmpada de LED é a opção mais eficiente que existe hoje no mercado.

Vantagens:

  • Mais econômica;
  • Alta durabilidade – dura até 50x mais que a incandescente;
  • Não emite raios infravermelhos como a fluorescente (nocivo para a pele);
  • Não polui o meio ambiente.

O preço ainda é mais alto, comparado com as outras, mas o valor tende a cair e a economia no final do mês vale a pena.

 

Desligue as lâmpadas ao sair do ambiente

desligarlampada_mundodaenergia

As lâmpadas ajudam o nosso dia-a-dia, mas devem ser usadas com consciência. Não adianta instalar todas as lâmpadas de LED e manter acesas quando não houver necessidade. Consumo Zero=Custo Zero.

Dicas práticas:

  • Ao sair do ambiente, tenha o hábito de apagar as luzes;
  • Em ambientes grandes, utilize mais de um circuito de iluminação. Desta forma, não é necessário acender todas as lâmpadas;
  • No escritório, apague as luzes ao sair para o almoço;
  • Não deixe a lâmpada da garagem ou da área externa acesa, para o caso caso de voltar tarde. Utilize sensores de presença.

 

Aproveite a iluminação natural

iluminacao natural_mundodaenergia

Mesmo que o ambiente já tenha lâmpadas eficientes, o uso da iluminação natural ajuda para que não haja nenhum consumo ou pelo menos tenha o consumo reduzido. É a forma mais antiga de iluminação e deve ser aproveitada sempre que possível

Quando estiver construindo ou reformando, verifique com o arquiteto/engenheiro essa possibilidades. Atualmente há excelentes ideias para esse aproveitamento.

 

Utilize cores claras nos ambientes

coresclaras_mundodaenergia

Os ambientes com cores claras refletem melhor a luz e necessitam de menos lâmpadas! Deixe as cores escuras para ambientes de pouco uso ou que não necessitem de muita iluminação.

.

Se você tiver outras dicas para economizar energia com iluminação, deixe aqui nos comentários.

Vou fazer outros posts em breve sobre economia de energia com: ar condicionado, eletrodomésticos, tecnologia.

 

 

Leia Mais

Energia Eólica no Brasil

Histórico

1992

A energia eólica no Brasil começou em 1992. O primeiro aerogerador do Brasil (75kW) foi instalado em Fernando de Noronha (Pernambuco). O projeto foi realizado pelo Grupo de Energia Eólica da UFPE-Universidade Federal de Pernambuco, com financiamento do Folkcenter, um instituto de pesquisa Dinamarquês, em parceria com a CELPE-Companhia Energética de Pernambuco.

primeira turbina eólica_mundodaenergia

Imagem: Primeira turbina eólica de Fernando de Noronha: 2000. Fonte: ANEEL

2001

Durante a crise de energia de 2001, foi lançado um plano emergencial para incentivar a construção de novos empreendimentos eólicos, chamado de PROEOLICA-Programa Emergencial de Energia Eólica (link). Esse plano tinha como meta a contratação de 1050MW de projetos eólicos até 2003. No entanto, esse programa não obteve bons resultados e foi substituído pelo PROINFA-Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica que incentiva fontes renováveis, como eólica, pequenas centrais hidrelétricas e biomassa . Com esse plano o PROINFA abriu espaço para a indústria de componentes e turbinas Eólicas no Brasil.

2009

Em 2009 aconteceu o Segundo Leilão de Energia Reserva (2ºLER), que foi o primeiro leilão de energia exclusivo para a comercialização da energia eólica no Brasil. O sucesso do 2ºLER, com contratação de 1,8GW de potência, abriu espaço para outros leilões. 

2010

Em agosto de 2010 foram realizados o 3ºLER e o Leilão de Fontes Alternativas (LFA) onde foram contratados 2GW de fonte eólica. Nesses leilões eram contempladas outras fontes de energias renováveis, não apenas Eólica. 

2011

Três leilões em 2011:  o 4º LER, o A-3 e o A-5. A eólica teve grande destaque com o total de 2,9GW.

2012

Em dezembro de 2012 ocorreu o leilão A-5, que contratou 281,9MW (eólica). (Fonte EPE). Como resultado do PROINFA, em 2012 o Brasil já possuía 108 parques eólicos com o total de 2,5 GW de capacidade instalada.

Energia Eólica no Brasil-HOJE

Atualmente a matriz elétrica brasileira possui uma capacidade instalada de 9,41GW de potência de energia eólica. Isso representa 6% de toda energia gerada.

energia eolica no brasil maio2016_mundodaenergia

Imagem: Portal ABEEólica. Acessado em Maio/2016. (fonte)

Foi realizado, dia 29 de abril, o leilão A-5/2016, que previa a contratação de energia a partir de fontes hidrelétrica, eólica e termelétrica, com início em 1º de janeiro de 2021, no entanto, como a demanda apresentada foi muito baixa (200MW) não houve participação da energia eólica, ficando 58% para as hídricas, 40,4% para biomassa e 1,6% para gás.*

Perspectivas

A previsão para o final de 2017 indica 8,7 GW de energia eólica em operação na matriz elétrica brasileira, sendo 9,51GW de capacidade instalada e 379 usinas instaladas no Brasil.*

futuro da energia eólica no brasil_mundodaenergia

Imagem: GE Reports Brasil (fonte)

O Brasil possui grande potencial de geração e muito pouco foi explorado. A tendência é que a energia eólica no Brasil continue crescendo nos próximos anos. Espera-se que haja mais investimentos e incentivos políticos e financeiros.

*Fonte: Portal ABEEólica

.

Quer saber mais sobre Energia Eólica? Deixe suas dúvidas e comentários aqui e me segue lá nas redes sociais Facebook e Instagram

Leia Mais

Materiais recicláveis geram descontos na conta de luz

Sempre buscamos uma forma de reduzir o valor da conta de energia, seja substituindo lâmpadas, diminuindo o consumo ou até instalando novas fontes de energia, como a solar. O que muita gente não sabe é que algumas distribuidoras de energia dão descontos na conta de luz em troca de materiais recicláveis.

descontos na conta de luz_mundodaenergia

Como funcionam os descontos na conta de luz?

Cada distribuidora tem uma regra, mas no geral você troca seu material reciclável por um desconto em Reais (R$) direto na conta de luz. Cada material tem um preço por kg (o preço de 1 kg de vidro é diferente de 1 kg de latinha de alumínio) e não há limite para a quantidade de material, a conta de luz pode chegar a zero.

 

Distribuidoras

Light (Rio de Janeiro)

Light-Recicla_mundodaenergia

A Light possui a campanha Light Recicla. Há diversos pontos de coleta, chamados de Ecoponto, espalhados pela cidade em dias pré-definidos. Além dos materiais recicláveis, os Ecopontos também coletam óleo de cozinha usado.

Para saber mais: LIGHT RECICLA 

 

Ampla (Rio de Janeiro)

ecoampla_mundodaenergia

A Ampla possui o programa EcoAmpla. Há pontos de coleta fixos e itinerantes, chamados de Econdomínios, que realiza coleta em condomínios, além de dar orientações de como separar e armazenar.

Para saber mais: ECOAMPLA

 

AES Eletropaulo (São Paulo) e AES Sul (Rio Grande do Sul)

AES Brasil MundodaEnergia

A AES possui o programa Recicle Mais, Pague Menos para os clientes residenciais que entregam materiais recicláveis (papel, plástico, metal, vidro e embalagens TetraPak) nos pontos de coleta espalhados pela área de concessão da AES Eletropaulo e AES Sul. Em São Paulo há pontos de coleta até em Shoppings e Estações de Metrô.

Para saber mais: RECICLE MAIS, PAGUE MENOS

 

Celpe (Pernambuco )

celpe_mundodaenergia

A Celpe possui o programa Vale Luz que troca resíduos recicláveis por descontos na conta de luz.

Saiba mais: Vale Luz Celpe

 

Cemar (Maranhão)

Ecocemar_mundodaenergia

A Cemar possui o programa Ecocemar, que além de receber resíduos recicláveis, ainda recebe óleo de cozinha e lixo eletrônico.

Saiba mais: Ecocemar

 

Coelce (Ceará)

ecoelce_mundodaenergia

O Ecoelce é o programa da Coelce que coleta materiais recicláveis em postos fixos, móveis e há também a opção de auto-atendimento.

Além disso a Ecoelce aceita o descarte de extintores, pilhas e doações de potes de vidros com tampas plásticas que ajudam o armazenamento de leite materno para o Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin. Estes materiais não geram bônus na conta de luz, mas é uma excelente iniciativa ambiental e social.

Saiba mais: Ecoelce

 

Cosern (Rio Grande do Norte)

cosern_mundodaenergia

O programa Vale Luz Cosern oferece desconto na conta de energia em troca de materiais recicláveis para moradores da comunidade de baixa renda.

Saiba mais: Vale Luz Cosern

 

Coelba (Bahia)

coelba_mundodaenergia

O Vale Luz é um projeto itinerante da Coelba que prevê a troca de resíduos sólidos por descontos na conta de energia em comunidades populares.

Saiba mais: Vale Luz Coelba

 

Essa é uma iniciativa muito importante por parte das distribuidoras de energia, pois além de fornecer o benefício de um desconto para o consumidor, ainda fornece uma opção de descarte do lixo, que é um benefício para toda a sociedade e para a natureza. 

Sua distribuidora tem esse tipo de programa? Já conseguiu seu bônus?

Da próxima vez que jogar o lixo fora, lembre-se que todo esse lixo pode valer dinheiro!

 

Se a sua distribuidora tem esse programa e não apareceu nessa lista, deixe aqui nos comentários!!

Leia Mais

O que você precisa saber para gerar Energia Solar em casa?

Com os valores crescentes da tarifa de energia e uma alta incidência solar no Brasil, praticamente o ano inteiro, os consumidores tem pensado cada vez mais em gerar a própria energia solar em casa.

Energia solar em casa mundodaenergia

Um dos grandes gargalos da geração da própria energia solar era o alto custo de um sistema de baterias para armazenar a energia gerada. Sem essas baterias não era possível usar a noite a energia gerada durante todo o dia. Além disso, longos períodos de sol poderiam ter sua geração inutilizada quando os moradores saíssem de férias, por exemplo. 

Resolução 482/2010 ANEEL

Em 2012 a ANEEL divulgou uma Resolução Normativa (REN) 482/2012 que permitia que o consumidor gerasse sua energia através de Microgeração ou Minigeração distribuídas e praticasse uma compensação de energia com sua distribuidora. Em Março de 2016 entrou em vigor a REN 687/2015, alterando alguns artigos da REN 482/2012.

 

Microgeração e Minigeração Distribuídas

 

Microgeração: central geradora com potência instalada menor ou igual a 75 kW.

Minigeração: central geradora com potência instalada acima de 75kW e menor ou igual a 3 MW para fontes hídricas ou 5 MW para as demais fontes de energia.

Já falei aqui, mas vale lembrar:

Geração Distribuída é a geração no local ou próxima ao local de consumo.

 

Compensação de Energia

O sistema de compensação de energia elétrica é o sistema no qual a energia gerada por um consumidor com microgeração ou minigeração distribuída é injetada na rede elétrica da distribuidora local e posteriormente compensada com o consumo de energia elétrica.

Toda energia excedente gerada é injetada na rede da distribuidora, e se o consumidor precisar de energia elétrica a noite, por exemplo, poderá utilizar da distribuidora. Isso vale para os dias de menor incidência solar, quando há menos produção de energia. Além disso, se durante o dia ou um período de férias não houver consumo, toda energia gerada vai para a rede e a distribuidora dará os créditos/descontos nas contas futuras. Esses créditos são validos por até 60 meses.

 

Perfil de consumo de energia

Fonte: CEMIG

Antes de sair colocando o painel solar no telhado é importante saber como é o consumo da residência.

  • Quanto gasta por mês?
  • Qual mês gasta mais?
  • Qual mês gasta menos?

Essas informações são obtidas através da conta de energia do consumidor.

É importante ter essa informação para que o sistema não gere mais energia do que a casa consome, pois os créditos podem expirar e o consumidor não terá direito a reembolsos em dinheiro.

 

Localização da residência

mapa solar do brasil_mundodaenergia
Insolação diária, média anual (em horas).

Fonte: CRESESB

O local da residência deve entrar no estudo para que seja calculado o potencial de energia elétrica a ser gerada. Como o Brasil é um país grande de área, a incidência solar varia dependendo do local.

 

Sistema de Painel Fotovoltaico

 

Energia Solar mundodaenergia

Com as informações do consumo e do local da instalação, o projetista fará o dimensionamento do painel fotovoltaico.

Os principais equipamentos do sistema são:

  • Painel Fotovoltaico,
  • Inversor
  • Painel de controle e
  • Medidor bidirecional (ou dois unidirecionais)

Todos devem ter o selo do INMETRO.

É importante que a instalação seja feita por profissionais capacitados sob supervisão de profissionais habilitados, para que o sistema seja montado com qualidade e ainda evitar acidentes.

 

Vantagens de instalar um sistema de Energia Solar em casa

  • Redução da conta de energia;
  • Custo do sistema fotovoltaico tem diminuído ao longo do tempo;
  • Baixo custo de manutenção;
  • É possível instalar o sistema em uma unidade consumidora e compartilhar o crédito com outras (desde que seja do mesmo titular-mesmo CPF ou mesmo CNPJ);
  • Longo tempo de vida útil do sistema (chega a 25 anos);
  • Valorização do imóvel.

 

Se quiser saber mais, deixe suas dúvidas aqui nos comentários.

Leia Mais

Tarifa Branca: Vale a pena mudar?

A TARIFA BRANCA é uma opção de tarifa oferecida para consumidores do Grupo B – Baixa Tensão (127V, 220V, 380V e 440V) e possui um valores de tarifa diferenciados em alguns horários do dia.

Antes da Tarifa Branca, o consumidor do Grupo B só tinha a opção da Tarifa Convencional, que é a tarifa (em kWh) que tem o mesmo valor ao longo do dia, independente do dia da semana e do horário.

 

Tarifa Branca ou convencional_ANEEL_mundodaenergia

Imagem: ANEEL

 

Na opção da Tarifa Branca, há 3 diferentes valores de tarifas para os horários: Fora de Ponta, Intermediária e Ponta.

Fora de Ponta: Tarifa mais barata que a convencional

Intermediária: Tarifa mais cara que a convencional

Ponta: Tarifa muito mais cara que a convencional (quase o dobro)

Finais de Semana e Feriados Nacionais a tarifa é sempre Fora de Ponta.

 

Exemplo

Tarifa de Energia no Rio de Janeiro (distribuidora Light)

De acordo com a Resolução Homologatória REH1982/15, as tarifas de energia* para o consumidor residencial é:

 

Tarifa Convencional

Convencional: R$ 0,54346 kWh

 

Tarifa Branca

Fora de Ponta: R$ 0,48619 kWh

Intermediária: R$ 0,64765 kWh

Ponta: R$ 0,95140 kWh

 

*Valores de Tarifas sem impostos e sem acréscimo das bandeiras tarifárias.

Para saber os valores das tarifas de energia da sua distribuidora local, acesse o site da ANEEL ou consulte a própria distribuidora.

 

Vantagens da Tarifa Branca

Há algumas vantagens da Tarifa Branca:

  • Mais uma opção para o consumidor, que antes só podia usar a Tarifa Convencional.
  • É mais barata que a convencional em grande parte do dia e em todos os finais de semana e feriados nacionais.
  • Por ter valores diferenciados durante o dia, incentiva o consumidor a utilizar a energia fora do horário de ponta.

 

Vale a Pena mudar?

Para responder essa pergunta, o consumidor deve conhecer seus hábitos de consumo.

 

Sim, vale a pena quando:

  • O consumidor é um comércio, que fecha seu estabelecimento antes do horário de ponta;
  • O consumidor tem flexibilidade de horário para mudar seus hábitos de consumo (por exemplo, utilizar máquinas e equipamentos elétricos fora do horário de ponta);
  • O consumidor tem baixo consumo nos horários de ponta (por exemplo, chegar em casa tarde).

 

Não, não vale a pena quando:

  • O consumidor não conhece seus hábitos de consumo;
  • O consumidor tem grande consumo nos horários de ponta (por exemplo, chegar em casa as 18h, tomar banho, ligar a TV, ligar o ar condicionado);
  • O consumidor não tem flexibilidade na mudança de horários de uso dos equipamentos elétricos.

 

Como faço para mudar para a Tarifa Branca?

Se você já conhece seus hábitos de consumo e chegou a conclusão de que vale a pena fazer essa mudança, você deve entrar em contato com sua distribuidora de energia e pedir a alteração formalmente.

A distribuidora deverá fornecer o novo medidor sem custo para o cliente. Caso haja necessidade de alteração no padrão de entrada, este custo é de responsabilidade do cliente.

O consumidor poderá voltar para a Tarifa Convencional a qualquer momento. A distribuidora tem até 30 dias para fazer a mudança. Neste caso, o consumidor só poderá retornar à Tarifa Branca após 180 dias.

Se tiver alguma dúvida, deixe aqui nos comentários!

Leia Mais

Eventos de Energia: Março/2016

Estes são os eventos do setor de energia programados para o mês de Março/2016.

 

Dia 3

Linhas de Financiamento e Engenharia Financeira – Workshop

Local: Rod. Admar Gonzaga, 2765 – Florianópolis – SC

Contato: http://www.abrapch.org.br/

.

Dia 29

6º Workshop PSR

Local: Hotel Sofitel – Av. Atlântica, 4240 – Copacabana – Rio de Janeiro – RJ

Contato: workshoppsr.ctee.com.br

.

Dia 30

Agenda Setorial 2016

Local: Hotel Sofitel – Av. Atlântica, 4240 – Copacabana – Rio de Janeiro – RJ

Contato: http://www.agendasetorial.com.br

Leia Mais

Notícias da Semana – Fevereiro#2

Notícias da Semana no Mundo da Energia

Veja aqui as principais notícias na Semana #2 Fevereiro/2016

 

Biomassa

biomassa mundodaenergia

Os resíduos de madeira gerados anualmente no Brasil são estimados em 30 milhões de toneladas (link)

De passivo ambiental a solução, lixões podem ser transformados em energia limpa  (link)

.

Eólica

Energia Eólica mundodaenergia

Brasil aumenta capacidade instalada de eólica em 46% (link)

Fabricantes de pás eólicas celebram crescimento em meio a crise (link)

Energia eólica já é competitiva”, diz especialista (link)

Solar

Energia Solar mundodaenergia

Jamaica aposta em energia renovável para combater mudanças climáticas (link)

Greenpeace produz webdocumentário sobre energia solar no Brasil (link)

Maior usina solar do mundo oferecerá energia para 1,1 milhão de pessoas (link)

Tarifa de Energia

tarifa de energia mundodaenergia

Conta de luz ficará em média 0,2% mais barata em 2016, diz consultoria (link)

Empresas adotam estratégias para contornar aumento na conta de luz (link)

___

Para outras dicas e notícias, Curta nossa página no Facebook!

Leia Mais

Notícias da Semana – Fevereiro #1

Notícias da Semana no Setor de Energia

Semana #1 Fevereiro/2016

 

Biomassa

 

biomassa mundodaenergia

Selo Energia Verde: mais de 50 usinas certificadas pelo programa de bioeletricidade (link)

Geração com Biomassa cresce na matriz energética (link)

Biomassa: empresários do Amazonas estão apostando em briquetes para geração de energia (link)

Biomassa florestal no Brasil é responsável por geração de riqueza e milhares de empregos (link)

Uso da madeira de eucalipto entre a produção de carvão vegetal e geração de energia elétrica (link)

.

Eólica

Energia Eólica mundodaenergia

País conta com 316 parques eólicos e capacidade instalada de 7.633 MW (link)

Reino Unido terá maior parque eólico do mundo, que ficará em alto-mar (link)

Indústria Eólica deve criar mais de 50 Mil Empregos no Brasil em 2016 (link)

BNDES aprova R$ 7,4 bi para energia eólica em 2015, alta de 12,7% (link)

 

Solar

Energia Solar mundodaenergia

ANEEL quer saber a irradiação solar para autorizar geradoras fotovoltaicas (link)

Central solar gigante é inaugurada no Saara marroquino (link)

Leilão de março abre leque para todas as alternativas de geração (link)

Jovens empreendedores iluminam o futuro (link)

 

Tarifa de Energia

tarifa de energia mundodaenergia

Conta de luz ficará 7% mais barata com desligamento de térmicas (link)

Aneel diz que subsídio menor em conta de luz reduzirá tarifa em até 4,5% em 2016 (link)

Leia Mais

Mochilas que carregam aparelhos com Energia Solar

A mobilidade de um equipamento (laptop, celular, tablet) acaba quando a bateria acaba, afinal, “de que adianta um equipamento poder ser levado para qualquer lugar se logo ele ficará preso a um fio?“.

Muitas pessoas transportam seus notebooks, laptops, tablets utilizando uma mochila, então por que não usá-la para carregar esses equipamentos enquanto transportam? Pensando nisso, alguns fabricantes já colocaram no mercado mochilas que carregam equipamentos/gadgets com baterias que armazenam energia elétrica geradas através da energia solar.

O conceito da geração é uma placa solar adaptada na parte externa da mochila que recebe a luz solar e converte em energia elétrica, armazenando-a em uma bateria.

 

Separei alguns modelos disponíveis para compra:

 

ECEEN® Solar Bag

solar bag ECEEN mundodaenergia

Preço: US$119,95*

Especificações: 7W/5V

Capacidade da Bateria: 10.000mAh

Mais Informações

Onde Comprar: Amazon.com

 

EnerPlex Packr Commuter Solar Powered Backpack

solar bag enerplex mundodaenergia

Preço: US$48,90*

Especificações: 3W/5V

Capacidade da Bateria: Não Informado

Mais Informações

Onde Comprar: Amazon.com

 

Voltaic Generator Solar Laptop Charger

solar bag voltaic mundodaenergia

Preço: US$299,00*

Especificações: 5V/2A USB, e 12V/4A, 16V/3.5A, 19V/3A

Capacidade da Bateria: 20.000mAh

Mais Informações

Onde Comprar: Amazon.com

Obs: A Amazon não entrega este item no Brasil.

 

Infelizmente não encontrei nenhum modelo para venda em lojas no Brasil. Quem souber de alguma loja que venda ou quem tiver alguma dúvida/sugestão, escreva aqui nos comentários!!

 

*Os preços estão em dólares e foram pesquisados no dia 25/01/2016.

Leia Mais